Polícia Civil prende três suspeitos por golpes imobiliários milionários em BH

Polícia Civil prende três suspeitos por golpes imobiliários milionários em Belo Horizonte

Todos são suspeitos de integrar uma associação criminosa responsável por golpes imobiliários (Foto: Divulgação/PCMG)

A Polícia Civil de Minas Gerais, durante operação realizada nesta quinta-feira (17), cumpriu mandados de prisão preventiva contra Aloísio Santa Cruz Leonel, de 31 anos, sua esposa, Elisângela Ribeiro, 22, Alexandre Magno, 35, e Jonathan Pinto Magalhães, 20. Eles são suspeitos de integrar uma associação criminosa responsável por golpes imobiliários, que causaram um prejuízo estimado de R$ 15 milhões.

As investigações, iniciadas há quatro meses, apuraram que o grupo, liderado por Aloísio, atuava em Belo Horizonte há pelo menos quatro anos. Apenas uma das vítimas chegou a ser lesada em quase R$ 2 milhões.

O esquema foi descoberto pela Polícia Civil a partir da apuração de um assalto cometido em Contagem no mês de agosto deste ano. Na ocasião, Aloísio teria negociado a compra de um veículo Land Rover de um médico residente no estado do Paraná. A vítima conduziu o veículo daquele estado até Contagem, onde mostrou o automóvel a Aloísio. Aloísio teria então simulado um pagamento à vista, momento em que Alexandre e Jonathan, comparsas do suspeito, renderam Aloísio e a vítima. Após sete horas mantida como refém na própria casa de Aloísio, a vítima foi liberada. Dias depois o suspeito registrou o veículo em nome de sua esposa, Elisângela, como se a transação tivesse sido lícita.

O veículo foi apreendido e, a partir do reconhecimento da vítima da casa do suspeito, a Polícia Civil passou a monitorar Aloísio e descobriu na capital diversas denúncias contra o suspeito, envolvendo crimes de estelionato complexos que conduziram para a descoberta de todo o esquema.

Golpes
De acordo com o apurado, os golpes de Aloísio consistiam em enganar uma variedade de vítimas durante negociações imobiliárias. Geralmente, o suspeito se apresentava como empreiteiro interessado na compra de um imóvel para a construção de um edifício e convencia o proprietário do imóvel a realizar um contrato de permuta, pelo qual o proprietário se dispunha a receber como pagamento do imóvel uma cobertura no edifício.

Em seguida, Aloísio procurava uma pessoa interessada na construção de edifício e apresentava o contrato de permuta com a procuração do proprietário legal. Assim, o proprietário iniciava a construção no imóvel, enquanto Aloísio, sem a permissão do construtor, vendia os apartamentos na planta. Enquanto a construção não era finalizada, o suspeito buscava interessados na compra à vista de um apartamento e, após receber o primeiro pagamento, já vendia o mesmo imóvel para outros interessados, gerando, com isso, o registro de um mesmo imóvel por diferentes compradores. Para levar adiante o golpe, procurações e outros documentos eram forjados.

Quando as vítimas descobriam se tratar de um golpe e procuravam pelo suspeito, Aloísio usava de intimidações e ameaças, dizendo-se influente nos meios policiais e jurídicos.

Polícia Civil acredita que pelo menos outras dez pessoas possa estar envolvidas com o grupo criminoso (Foto: Divulgação/PCMG)

Conforme destacou o delegado Gustavo Barletta, responsável pelas investigações, o dom de Aloísio para articular as negociações e conquistar a confiança das vítimas sustentava o golpe até que fosse tarde a descoberta. “Ele é um indivíduo extremamente inteligente e articulado. Com a lábia ele era capaz de organizar esquemas fraudulentos que causaram prejuízos milionários”, ressaltou. Ainda de acordo com o delegado, já foram identificadas pelo menos 14 vítimas, mas a polícia suspeita que possam surgir ainda outras no curso das investigações. “Já tomamos as medidas para solicitar o bloqueio de bens do suspeito e tentaremos centralizar os inquéritos que correm contra ele em diferentes delegacias para identificar todas as vítimas”, informou.

Aloísio irá responder pelos crimes de estelionato, associação criminosa e roubo qualificado, cujas penas somadas podem chegar até 20 anos de prisão. Alexandre e Jonathan serão indiciados por roubo, enquanto Elisângela é investigada por possível lavagem de dinheiro, uma vez que grande parte do patrimônio de Aloísio se encontra em nome dela.

As investigações continuam, e a Polícia Civil acredita que pelo menos outras dez pessoas possa estar envolvidas com o grupo criminoso.

COMENTÁRIOS

Nome

Acidentes,33,Agenda,19,Águas Formosas,1,Águas Vermelhas,3,Almenara,48,Aneel,1,Animais,50,Araçuaí,5,Atlético-MG,2,Bahia,2,Bandeira,3,Barbacena,1,Belo Horizonte,33,Berilo,1,Betim,6,Bizarros,56,Brasil,45,Brigas,75,Caeté,1,Capelinha,5,Caraí,1,Carbonita,1,Catuji,1,Cemig,19,Clima,1,CNH,1,Comercinho,1,Contagem,3,Copasa,7,Coronel Murta,1,Corpo de Bombeiros,4,Curiosidades,113,Curvelo,1,Detran,4,Diamantina,4,Divinópolis,2,Divisa Alegre,4,Economia,18,Educação,10,Eleições,3,Enem,2,Esportes,76,Facebook,1,Famosos,12,Flagras,90,Futebol,1,Governador Valadares,7,IBGE,6,IFNMG,4,Igam,1,Indaiabira,1,INSS,3,Ipatinga,2,Itajubá,1,Itaobim,17,Jacinto,5,Janaúba,2,Januária,1,Jequitinhonha,6,Joaíma,6,Joanésia,1,Jordânia,4,Juiz de Fora,1,Loterias,4,Marcos Valério,1,Mateus Leme,1,Medina,20,Mega-Sena,3,Meio Ambiente,5,Minas Gerais,88,Montes Claros,5,Mundo,2,Músicas,28,Nanuque,2,Norte de Minas,21,Padre Paraíso,3,Palmópolis,2,Paraopeba,1,Páscoa,1,Passos,2,PCMG,20,Peçanha,1,Pedra Azul,5,Pegadinhas,12,Pintópolis,1,PMMG,9,Polícia Federal,2,Policiais,25,Política,41,Ponto dos Volantes,3,Porto Seguro,2,PRF,1,Publicidade,3,Radar do Vale,2,Receitas,5,Resplendor,1,Rio de Janeiro,1,Rio Pardo de Minas,1,RMBH,1,Rubim,3,Sabará,1,Salinas,4,Salto da Divisa,2,Santa Luzia,2,Santa Maria do Salto,1,Santo Antônio do Jacinto,4,Saúde,1,Sebrae,12,Taiobeiras,2,Tecnologia,3,Televisão,137,Teófilo Otoni,11,Trailers,36,Trânsito,1,Triângulo Mineiro,2,TV Globo,2,Uberlândia,2,Vale do Aço,2,Vale do Jequitinhonha,98,Vale do Mucuri,14,Vale do Rio Doce,5,Várzea da Palma,1,Vespasiano,1,Vídeos,295,Virgem da Lapa,1,Você Viu?,2,
ltr
item
Radar do Vale MG: Polícia Civil prende três suspeitos por golpes imobiliários milionários em BH
Polícia Civil prende três suspeitos por golpes imobiliários milionários em BH
Polícia Civil prende três suspeitos por golpes imobiliários milionários em Belo Horizonte
https://1.bp.blogspot.com/-tL_ljG-bacU/WC4TZOPAvXI/AAAAAAAAAYk/D6zxZwvU-8YTnk4oK-S4dtZCrb0vQDNJgCLcB/s640/thumbnail_17%2B11.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-tL_ljG-bacU/WC4TZOPAvXI/AAAAAAAAAYk/D6zxZwvU-8YTnk4oK-S4dtZCrb0vQDNJgCLcB/s72-c/thumbnail_17%2B11.jpg
Radar do Vale MG
http://www.radardovalemg.com/2016/11/policia-civil-prende-tres-suspeitos-por.html
http://www.radardovalemg.com/
http://www.radardovalemg.com/
http://www.radardovalemg.com/2016/11/policia-civil-prende-tres-suspeitos-por.html
true
406812572025086061
UTF-8
Todas postagens carregadas Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Excluir Por Home PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não foi encontrado resultados Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago há mais de 5 semanas Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PRIVADO Por favor, compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar