Vale do Jequitinhonha

Morte no lixão, manifestações e onda de assaltos são os destaques da região nessa semana

Foto: Reprodução/WhatsApp

No Vale do Jequitinhonha, a semana foi muito corrida. Listamos as notícias que foram destaques do dia 24 de abril a 30. Na lista estão casos de violência, manifestações e crimes como a morte de um adolescente, que foi encontrado com marcas de tiro próximo ao lixão em Almenara (MG).

Como aconteceu em várias cidades do país, na nossa região teve protestos contra a reforma trabalhista e da previdência. Em Almenara (MG), o grupo se reuniu na manhã desta sexta-feira (28), sentido BR-367, na entrada da cidade, próximo a ponte. Contudo, segundo informações, o trânsito não foi prejudicado e não houve violência.

Em Itaobim, também teve protesto. Na cidade, o trecho que passa sobre o Rio Jequitinhonha, ficou interditado de 8h até às 10h30. A PRF não soube informar o número de pessoas que interditaram os trechos da rodovia.

A onda de violência que vem assustando Medina (MG), foi outro destaque no Radar do Vale. Pelo WhatsApp, a todo momento, moradores relatam casos. Veja comentários:

A segurança na cidade tem que mudar e se adaptar a essas questões. Na ladeira do poliesportivo não temos mais tranquilidade alguma a noite. Nas praças públicas não podemos mais parar pra conversar com os amigos. Eram história de cidade grande, agora conheço várias pessoas que foram assaltadas a mão armada. Meu irmão foi assaltado a mão armada à algum tempo. Alguns amigos tem histórias pra contar sobre perda de celulares e dinheiro. O comércio noturno não tem mais sossego. Alguém tem que trazer essa discussão para dentro da câmara e para dentro da prefeitura. Algo tem que mudar“, conta um internauta.

Em outro post, um morador diz está se sentindo preso por conta dos marginais. “A gente que mora perto do poliesportivo passa apuros com eles. Você não tem direito de ter nem mais um celular na rua“.

Por fim outros, pedem mais policiamento, e citam um caso parecido que vinha ocorrendo no município de Malacacheta (MG). Segundo a publicação, “à época a cidade enfrentava constantes problemas; bem parecidos com o de Medina. Mas com o apoio político, foi efetuada a substituição quase completa do efetivo policial, alegando com a finalidade de novas estratégias de combate ao crime organizado“.

Morte no lixão
Um adolescente de 14 anos, que estava desaparecido desde o dia 25 de abril, foi encontrado morto, com marcas de tiros, na tarde de quinta-feira (27), próximo ao lixão de Almenara (MG). Segundo a PM, tanto o garoto e os suspeitos de terem o matado, têm envolvimentos com o tráfico de drogas e homicídios consumados e tentados na cidade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top